• Amo Orquideas

  • quarta-feira, 11 de maio de 2016

    Meus bebês de Abril e Maio 2016





    sábado, 8 de agosto de 2015

    Orquídea floração agosto 2015


    Veja que maravilha  esta com 10 hastes florais, começando florescer agora lindíssima







    Cathleia floração agosto 2015


    Orquídea oncidium chuva de ouro floração junho 2015



    Pleorothallis linearifolio






    Coelogine cristata semi-alba floração floração Junho 2015






    Ludisia discolor


    A minha primeira  experiência com a orquídea Ludisia não foi boa, pois não consegui cultiva-lá ela floresceu apenas uma vez e logo depois morreu, não consegui acertar o cultivo. Mas o amor por essa belíssima especie me cativou, comentei com uns amigos e eles me disseram que é uma orquídea de difícil cultivo, um tanto enjoada, e que eu não conseguiria cultiva-lá já que a primeira havia morrido, apesar deles me aconselharem sobre o manuseio da mesma.
    Mas como todo apaixonada por orquídea não pude resistir quando vi um vaso a venda em um passeio de domingo que estava fazendo, corri e comprei.




     Ai veio a minha preocupação como cultiva-lá de modo que não perdesse mais um vaso, meus amores vocês não acreditam que era mais fácil do que eu imaginava, eu comecei a observa a planta e ver como ela reagia, a principio coloquei no mesmo lugar que a outra estava mas vi que ela não gostou do lugar era meia sombra com um pouco de sol.
    Eu sabia que sob o sol direto ela morreria, então coloquei-a totalmente na sombra encostada na janela como vocês podem ver na foto, foi a melhor coisa que eu fiz ela amou o lugar e desde então suas floradas são lindas  são mais ou menos de 5 a 4 anos de cultivo, minha dica para vocês é que observem a planta não vou dizer que todas são de fácil cultivo mas com uma analise e observação podemos cometer menos erros.






    • Nome Científico: Ludisia discolor
    • Sinonímia: Haemeria discolor, Anoectochilus dawsonianus, Myoda rufescens, Gonogona discolor, Goodyera discolor, Orchiodes discolor
    • Nomes Populares: Ludisia, Orquídea-jóia
    • Família: Orchidaceae
    • Categoria: FloresFlores Perenes,Forrações à Meia SombraGramados e ForraçõesOrquídeas
    • Clima: EquatorialSubtropical,Tropical
    • Origem: ÁsiaBirmâniaÍndia,Indonésia, Malásia
    • Altura: 0.4 a 0.6 metros
    • Luminosidade: Meia Sombra, Sombra
    • Ciclo de Vida: Perene

    • FOLHAS: Aveludada na página superior, de coloração verde/vermelha escuro, quase marrom, com veias douradas/avermelhadas, são  , elípticas-lanceoladas. Em sua página inferior são de cor vinho lisas e brilhantes o que dão um efeito ornamental bem interessante. Pode haver variação no padrão de cores e desenho das nervuras.

    TRONCO: Esta espécie de hábito terrestre não contém pseudobulbos, de rizoma ereto, contornado ou pendurado, conforme o local onde estiver cultivado. Tem de 20-30cm de comprimento.

    LUMINOSIDADE: Não suporta luz direta do sol das 10h00 as 17h00, mas gosta de claridade, pode portanto ser cultivada a meia-sombra ou sombra.

    ÁGUA: Aprecia substrato úmido, mas não encharcado, regar de 2 a 3 vezes por semana, aumentando a quantidade do volume nos dias quentes e diminuindo nos dias frios, regar de preferência pela manhã.

    CLIMA:  Quente e úmido e amenos.

    PODA: Não necessária, retirar folhas secas para manter a planta com boa aparência, depois de algum tempo mesmo com todos os cuidados necessários a planta apresentar declínio, faça o replante.

    CULTIVO: Uma planta fácil de cuidar desde que observada as condições básicas. De preferência usar como substrato uma mistura de fibras de coco desfibrado, terra vegetal, um pouco de carvão e pedriscos, o solo tem que ficar bem solto para permitir uma boa drenagem e areação de suas raízes.

    FERTILIZAÇÃO: Fazer uma adubação leve, de preferência as próprias para orquídeas ou violetas, que são facilmente encontradas nas gardens e até supermercados.  

    UTILIZAÇÃO: Devido suas flores e folhas bastante ornamentais são muito utilizadas em vasos e canteiros que não recebam luz do sol direta.

    PROPAGAÇÃO: Por sementes ou estacas de brotos laterais que podem ser colocados num vidro com água, o que irá acelerar o enraizamento, mas podem ser plantadas diretamente no substrato.




    Orquídea Exótica Phapilopedium Verde Floração Junho 2015

    Floração Junho 2015  Primeira Floração depois de 3 anos de cultivo.
    Ainda esta linda, 3 meses de florão.

    Meus amores o texto que segue a baixo não é de minha autoria e sim  de Escrito por Eng. Agr. Míriam Stumpf,  como eu gostei resolvi compartilhar com vocês.

    Nome Técnico: 
    Paphiopedilum
    Nomes Populares: sapatinho ou queixuda
    Família: Família Orchidaceae
    Origem: Originária da Tailândia

    Descrição

    Orquídea de crescimento monopodial, com tamanho até 15cm de folhas estreitas flexíveis, com a nervura central bem marcada.
    As flores de 6×9 cm tem formato exótico, onde o labelo tem o formato de um queixo ou sapato, sendo conhecidas como queixuda ou sapatinho.
    Por isto os colecionadores desta espécie intitulam-se de sapateiros.
    As flores são solitárias em longa haste de 15 cm e permanecem por longo tempo, de até mais de 20 dias.
    Floresce da primavera até o verão, dependendo da região. Um grande número de espécies são encontradas e fazem grande sucesso em exposições e nas floriculturas.

    Como Plantar

    Orquídea Sapatinho em um vaso
    Necessitam de cultivo em ripados com sombreamento em torno de 50% e toleram temperaturas que podem ir de 10 a 30ºC, o que nos dá a possibilidade de cultivar este gênero em todo o país.
    O substrato de cultivo deve ser bem poroso.
    Apesar de terrestre, o solo mineral comum não deve ser usado pois tende a compactar e impedir as raízes de crescerem e respirarem.
    Coloque no fundo do vaso pedriscos ou brita, depois casca de coco e de pínus que foram deixados dentro d’água para saturar, deixar escorrer antes de colocar no vaso.
    Também colocar esfagno, aquele musgo seco usados pelos floristas.
    Esta orquídea não possui pseudobulbo e caule e portanto não tem como armazenar água, por isto necessita que se mantenha o substrato bem poroso levemente úmido, não encharcado.
    Se cultivada dentro de casa e não num ripado, a conveniência de manter o substrato e o ambiente úmido pode ser feito colocando uma esponja úmida no prato sob o vaso.
    Muitos preferem colocar pedrinhas mantidas com um pouco de água, mas sem que o fundo do vaso fique mergulhado nela. Um problema em tempos de combate a dengue.
    Pode também regar mais frequente na estação mais quente e seca.
    Para adubar esta planta não é preciso muita manutenção, pois tem lento crescimento e não necessita de grande quantidade de nutrientes.
    Adubo granulado dissolvido em água (1 colherinha de chá para 2 litros de água), poderá borrifar as folhas e o substrato, a cada 3 meses durante o período vegetativo e 1 vez por semana no mês que antecede a floração.

    Paisagismo e uso decorativo

    É uma orquídea fácil de cultivar e mesmo sem flores sua folhagem é atrativa, constituindo em belo adorno para cultivo em sacadas e ambientes internos com luminosidade.
    Escrito por Eng. Agr. Míriam Stumpf


                                                        Minha primeira orquídea sapatinho diferente, amo muito.

    Máxilaria picta floração julho 2015



    segunda-feira, 25 de maio de 2015

    Denphal branca floração maio 2015